Transar menstruada

A MENSTRUAÇÃO propriamente dita não será empecilho para o ato sexual se ambos estiverem dispostos e cheios de tesão. Entretanto, há homens que preferem não transar nestes dias, e muitas mulheres também; obviamente por causa do sangue que poderá escorrer durante o coito e até por se encontrarem realmente indispostas. Temos muitas dicas para amenizar este pequeno transtorno, tais como: transar na água do rio, debaixo de uma cachoeira, dentro da banheira, debaixo do chuveiro, no mar e, claro, no quarto! Neste período, vocês podem optar por lençóis escuros (nas cores vinho, azul ou preto) para cobrir a cama, mas se não tiverem lençóis nessas tonalidades, sem problema! Vocês podem forrar tolhas de banho por sobre as colchas de cama, e, se por ventura escapar sangramento, ele estará menos propenso a ser visualizado (logicamente vcs estarão tão concentrados em coisas mais importantes que certamente não perceberão antes do clímax). O incentivo para a prática sexual neste período é que, durante e pós-orgasmo, substâncias como a serotonina, a ocitocina e a endorfina inundarão o corpo feminino e amenizarão até as malditas cólicas menstruais! Obviamente, se o fluxo for intenso e acompanhado de cólicas, o que ocorre entre os primeiros dias para a maioria das mulheres, estas não se sentirão muito dispostas, tampouco sensuais, para ir até os finalmentes. Elas podem preferir o aconchego de sua cama, sozinhas ou com um amado colinho que será bem aceito. O sexo em si também poderá acontecer sem penetração; ou com estimulação clitoriana, ou na masturbação mútua, ou até há aqueles parceiros que não se inibem em praticar sexo oral. É salutar se ambos aceitarem, porém é sempre importante lembrar que antes, durante e depois da menstruação, o uso do preservativo se faz necessário! Neste período, por causa do sangramento, a transmissão de alguma DST torna-se maior! Porém, se ainda assim desejarem transar nesta fase e ter o fluxo diminuído ou interrompido, podem fazer uso do absorvente íntimo. Vá ao toalete e substitua o absorvente externo pelo interno, após higiene local, e não se preocupe que dependendo da posição, ele não será sentido e nem irá perder-se. Também há a novidade da esponja íntima, que é triangular e flexível e é colocada tal como o absorvente íntimo e não é percebida, nem sentida, durante a transa. O importante é o parceiro respeitar o momento feminino; afinal, algumas mulheres podem estar a fim e outras não. Dependendo da fase, do estímulo, das cólicas, do entrosamento etc. Como saber? É estar atento à sua amada, perguntar, ou até ir com jeitinho para ver o que rolará. Não custa tentar, se assim desejar.